segunda-feira, 28 de setembro de 2009

"O Pensamento Liberta o Corpo"

Sou fanática por novelas, assisto desde criancinha, e encaro como um meio de entretenimento que gera influências positivas (e algumas negativas) em todas as classes sociais e culturais.
Quando uma novela aborda, por exemplo, o tema da doação de órgãos, causa um impacto tão grande nas pessoas, que as estatísticas registram um aumento considerável na procura para doações.
Há um cuidado em retratar o cotidiano, de forma que o telespectador se identifique com o personagem, o que acontece cada vez mais, tamanha a proximidade da realidade que os autores colocam em seus escritos.
Como cresci acompanhando a teledramaturgia, sempre senti falta de uma realidade que até hoje não foi retratada, que é a de um personagem que tenha adquirido uma deficiência, principalmente lesão medular e torna-se cadeirante. São muitos os personagens mostrados, mas como num passe de mágica começam a recuperar seus movimentos e voltam a andar. Isso não é comum de acontecer na vida real, claro que pode, sim, ocorrer um fato, dependendo do tipo de lesão, mas não é freqüente. Também existe a mesmice dos personagens que passam por essa situação, que são mostrados como coitadinhos, revoltados, que vão ficar “inválidos”, “presos” a uma cadeira de rodas... Realmente passam por essa fase, o susto, medo, decepção, a difícil aceitação da nova condição física e a adaptação. Passada essa fase, elas passam a viver de forma extremamente produtiva, ativa, na sociedade, estudando, trabalhando, namorando, realizando sonhos e buscando alcançar seus objetivos, sem lamentar sua nova condição. Falo isso com propriedade, pois tornei-me uma cadeirante há pouquíssimo tempo, não tenho lesão medular e sim paralisia cerebral, andava com apoio, mas foi necessário adaptar-me a essa nova condição e passei por todas essas etapas, e venci cada uma delas; vivo intensamente, assim como tantos outros cadeirantes que conheço. Hoje estou realizando algo que foi visceral em toda a minha existência, que é cursar jornalismo, mas encontrei, e encontro, ainda, muitas pessoas que nos enxergam como incapazes, pelo simples fato de não conhecer a realidade de um deficiente físico.
É aí que o papel da mídia, principalmente das novelas, se torna importantíssimo.
Finalmente, um autor de novelas lembrou-se do tema e o abordará na trama das 9h, da Rede Globo, que estreou no último dia 14. Em viver a Vida, o novelista Manoel Carlos fará com que a personagem, passada a fase inicial de adaptação, passe a “Viver a Vida” normalmente com a deficiência, e não para a deficiência, fazendo com que todos percebam que ninguém é coitadinho, que Limitações todo ser humano tem, físicas ou não; e que há duas opções para enfrentá-las:lutar pela realização existencial ou ficar chorando, lamentando-se,vendo a vida passar...
É enorme minha satisfação em saber que essa idéia partiu de Manoel Carlos, autor cujo trabalho admiro e aprecio muito desde pequena. Quem me conhece sabe disso. E assistir a uma produção de autoria dele, abordando exatamente uma situação que eu vivo, sinto-me livre para mergulhar nessa idéia e me sentir parte dela. As novelas do “Maneco”, como é chamado nos bastidores, sempre tratam de temas relativos à sociedade de forma leve, sem trazer constrangimentos, nem deturpações e, ao mesmo tempo, informando de assuntos que ainda são tabus.

Deixo, aqui, dois depoimentos de pessoas que são exemplos de superação.







13 comentários:

  1. Eiii menina que emociona!
    Verdade mesmo, voce é uma noveleira de primeira
    Camila, os dois depoimentos que voce colocou aqui, são os que mais me emocionaram até agora.

    Beijos
    Sou sua fã

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!
    Estamos assistindo a novela, aguardando ansiosamente para ver como será tratado esse assunto
    Camila você é uma menina maravilhosa que é tbm um exemplo de superação!

    Beijo enorme

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante tudo que você escreveu Camilia, a vida real muitas vezes foge da realidade e as novelas muitas vezes nos ilude, não é? Ainda bem que houve essa mudança e agora podemos ver a vida como ela é e nada melhor que as novelas para nos mostrar isso!

    beijos e Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  4. Isso aí,somos "pauta" para muitas matérias agora
    Que essa fase seja para conscientização da importancia do fim do preconceito.

    Abraço
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Realmente Camila,fiquei muito feliz
    quando soubee que essa tema (deficiência)seria
    abordado nessa novela de MANOEL CARLOS.Agora eu ficoo na expectativa aqui para que seje retratado o tema na íntegra...

    Beijoo e sucesso sempre!!

    ResponderExcluir
  6. Vamos ver como eles vão "Viver a Vida" na ficção. Espero que realmente, os que eles falam na midia, seja o retratado na novela. Vou aguarda a novela acabar, para depois deixar a minha opinião.
    Beijos, Kiquita

    ResponderExcluir
  7. Muito bem menina!
    Está no caminho certo, continue, vai chegar lá onde deseja!

    Boa decolada!

    ResponderExcluir
  8. Rafael Nunes Costa8 de outubro de 2009 13:26

    Concordo com a Kica, vamos ver se vai retratar assim mesmo, como acontece na realidade.
    Camila, você está de parabéns pelo belo modo de escrever, suas palavras são elegantes, assim como você!

    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  9. Oiii Vitaminada! eu tb prefiro esperar pra vê como será tratado o tema... até pq se a personagem andar... eu tb querooooooooooo....é só ir fazer novela é isso?rsrsrs Espero que retrate com sabedoria e leveza o assunto.bjocassssss

    ResponderExcluir
  10. Gente, é verdade, voces tem razão, apesar de ser novela e quase tudo é possivel nela, eperamos que a nossa realidade seja mostrada de forma a esclarecer para as pessoas que temos lesão, limitações, mas estamos aí, vivendo, claro que com uma vontade imensa de levantar e andar, seriamos hipocritas se dissermos que não, que estamos felizes assim. A diferença é que se estamos com essa limitação temos mais é que agradecer pela vida e enfrentar as barreiras impostas e procurar a felicidade sim.

    Beijo grande a todos
    Camilinha tu é porreta menina

    ResponderExcluir
  11. Camila mais uma vez parabéns pelo texto, pela sua simpatia.
    Procurei por mais matérias suas no bocadopovo, não vi mais, que pena.
    Bom acompanho você sempre aqui ou lá.
    Será que a personagem vai andar no final da novela? Acredito que não, porque hoje em dia ja estão encarando a deficiencia de maneira mais realista.

    Beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  12. Guria tu é show de bola, descobri teu blog por acaso
    Muito bom parabéns pra ti

    Abs

    ResponderExcluir
  13. Camila Mancini, como escreve lindo!
    Que legal essa história e coincidencia muito boa sobre o autor que voce diz gostar tanto, escrever algo sobre "seu universo", imagino sua emoção.
    Você também vai dar aqueles depoimentos bárbaros? Amei esse que você colocou na matéria, eu vi na novela no primeiro dia, só emoção.
    Olha hoje tirei o dia para comentar em suas matérias que são balsamo para nossa alma, porque você escreve com a sua.

    Beijo e muita luz!

    ResponderExcluir